A coreia do norte agora tem o seu próprio jogo

Coreia do Norte agora tem seu próprio videogame
Coreia do Norte agora tem seu próprio videogame

imagem05-01-2020-19-01-35

Salão de jogos: o dispositivo próprio, a Coreia do Norte foi lançado recentemente, pelo site (Carol Yepes/Getty Images)

São Paulo – a Coreia do Norte agora tem um videogame para chamar de seu. É, pelo menos, é o que afirma o site Arirang Meari, veículo oficial do governo da coreia do norte. De acordo com informações oficiais, foi lançado Moranbong, o tipo de consola semelhante ao Nintendo Wii.

O design e as funções do dispositivo lembram bastante o dispositivo japonês, que foi lançado em 2006. O jogo é composto por dois sensores de movimento, que são usados como elementos de controle central e a câmera, que capta todos os movimentos e a réplica assinado digitalmente na tela.

Na descrição oficial, o console contribui para uma variedade de atividades físicas, além disso, o que é útil para “combater a obesidade em adultos e promover o crescimento das crianças”. Não foram divulgadas as especificações técnicas, tais como placa de vídeo, memória ram e outros aspectos.

Consulte também

  • MUNDOAtivista envia uma cópia de “a Entrevista” na Coreia do Norte,query_builder 8 de abril de 2015 – 08h04
  • MUNDOCoreia do Norte testou “um novo tipo de” foguete com sucessoquery_builder 3 de outubro de 2019 – 07h10

Vale lembrar que os cidadãos norte-coreanos já foram fotografadas antes de se divertindo em alguns tipos de jogos de vídeo em particular, aqueles comuns em um arcade. Em Moranbong, no entanto, este parece ser o primeiro console de pessoal de chegar ao país.

news 2019 09 09 32634 image1

– (Arirang Meari/Divulgação)

Apesar do fato de que a Coreia do Norte está a viver uma ditadura, que proíbe a importação de produtos eletrônicos, há a possibilidade de um novo dispositivo foram fabricados fora dos limites da controlada por Kim Jong-un , e importado de forma invisível, o próprio governo.

Não é a primeira vez. Em 2015, a imprensa internacional noticiou o surgimento de gadgets de reprodução de Dvd-rom, chamado Notel. O aparelho, que inicialmente foi o contrabando da China por cerca de 50 dólares, tornou-se legal no país, meses depois. No entanto, foi necessário registrá-lo em órgãos da coreia do norte. Reprodução de mídia, feitas a partir da Coreia do Norte, no entanto, é proibido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui